Infelizmente com algumas crises econômicas que o país atravessou nas últimas décadas, especialmente a que ainda estamos vivendo e parece estar terminando – o mercado procura formas de reduzir seus riscos com a inadimplência.

O altíssimo nível de desemprego, reduzindo quase a pó o poder de compra de milhares de famílias e provocando números recordes de inadimplência, juntos criam um contexto de incerteza para os empresários.

O resultado são mecanismos de consulta e controle que favorecem não só quem vende, mas acabam funcionando como um atestado para o próprio cliente.

Score: informações que ajudam vendedor e cliente

O Score ou Score de Crédito, desenvolvido pela Serasa Experian, é uma atribuição de nota dada a um cliente a partir do histórico, situação atual e hábitos de pagamento.

É uma informação que não só os comerciantes usam; o próprio cliente pode consultar o seu Score e ver como está sua reputação naquele momento.

Desta forma, ele pode avaliar o que está acontecendo e tomar decisões que melhorem o Score e permite que ele tenha acesso a mais crédito a curto ou médio prazo.

Por exemplo: se uma pessoa tem Score 250, ela está em risco de inadimplência e, portanto, deve tomar medidas para mudar para uma categoria média ou baixa.

Score: como funciona

A base de geração de Score é estatística. O Score é formado por varias informações com pesos distintos, e estes pesos são definidos pelo comportamento histórico de pessoas com características financeiras semelhantes.

Uma pessoa inserida em determinado grupo vai ter o seu histórico financeiro avaliado conforme as regras do grupo, como uma tendência pelo comportamento idêntico.

E assim se atribui uma nota que estará entre 0 e 1000 e que classifica a pessoa da seguinte forma:

Até 300 pontos: alto risco de inadimplência

De 301 a 700: médio risco

Acima de 700 pontos: baixo risco

Portanto quando falamos de um Score alto, significa que há grandes possibilidades da pessoa honrar o compromisso pagando em dia. Esta informação é especialmente útil para uma empresa que está pesquisando o Score no momento de uma venda.

Quais os fatores que compõem a análise de Score?

Existe uma série de fatores que juntos definem a pontuação de Score de uma pessoa. Os principais são:

  • Os pagamentos até aquele momento que foram feitos em dia (até o vencimento);
  • Os pagamentos que foram feitos em atraso;
  • Os pagamentos em aberto e atrasados;
  • Dívidas negativadas (histórico e posição atual);
  • Histórico financeiro com empresas (pagamentos, protestos, ações);

O Score é aliado do consumidor

Muitos consumidores ficam angustiados só de pensar na palavra Score – afinal, ela representa a posição de boa ou má pagadora que ela tem para a Serasa e para o mercado.

Mas o Score, por esse motivo, funciona como aliado da pessoa para avaliar e rever a sua trajetória de crédito. Ela pode tomar decisões como reduzir gastos, antecipar pagamentos, renegociar dívidas em aberto, para que a sua pontuação melhore.

É importante lembrar que o Score é usado não pelo comércio no ato de uma venda, mas também por construtoras e pela Caixa em processo de concessão de financiamento imobiliário.

Ou seja, uma compra de TV negativada pode impedir a compra de um imóvel. Vale a pena ou não consultar o seu Score regularmente?